Ferramentas
Registre-se Login

MTI do Brasil

Sábado, 19 Ago 2017
Erro
  • JUser::_load: Unable to load user with id: 65
Ter, 15 de Maio de 2012 11:53

Ultrabooks mais baratos no Brasil

Dar nota para esse item
(0 votos)

Se você acompanha o Olhar Digital, já deve conhecer os Ultrabooks - notebooks mais potentes, mais bonitos e finos, que também oferecerem maior duração da bateria (clique aqui para saber tudo sobre eles). Esse conceito foi criado pela Intel em julho do ano passado para diferenciar os aparelhos topo de linha. As fabricantes embarcaram nessa ideia e algumas estimativas apontam que, ao longo de 2012, cerca de 75 modelos de Ultrabooks serão lançados no mercado.

No Brasil, algumas fabricantes já mostraram seus produtos: Samsung, Acer, Asus, HP e Dell estão com seus Ultrabooks nas prateleiras, e Sony, LG, Toshiba, Megaware, Positivo e CCE prometem lançar seus modelos até o fim de maio. No entanto, há uma certa dificuldade das marcas em tornar esses produtos populares - pelo menos em nosso País. Apesar da Intel ter afirmado que esses aparelhos custariam menos de US$ 1000, a alta tributação no Brasil fez com que eles fossem oferecidos aqui por valores proibitivos para muita gente. Para se ter uma ideia, o modelo Z330 da LG, que vem equipado com SSD de 256 GB, RAM de 4GB e processador Core i7 custa R$ 4.399,00. Já o Samsung Series 5, que é o "notebook de 15 polegadas mais fino e mais compacto do mundo",   tem preço sugerido de R$ 2.399,00.

Apesar dos valores, Fernando Martins, presidente da Intel, é otimista para o futuro. Segundo ele, no próximo semestre, preços muito mais atrativos deverão surgir por conta da diminuição de taxas (já que os aparelhos serão fabricados no Brasil). Também existem estudos para que materiais mais caros sejam substituídos por outros mais baratos - por exemplo, trocar o alumínio por plásticos de alta tecnologia ou mesclar HDs mecânicos com drives SSD. "Investimos US$ 300 milhões nessas pesquisas. E o mercado brasileiro, o terceiro maior do mundo em PCs, é muito importante para nós e para toda a indústria de hardware", afirmou.
Fernando estima que cerca de US$ 35 bilhões sejam injetados no mercado com a renovação das máquinas existentes atualmente. E, segundo ele, um dos principais fatores para que as pessoas queiram comprar um novo Ultrabook diz respeito à segurança. "Poucos usuários trabalham em seus notebooks em locais públicos porque se sentem inseguros. Os Ultrabooks contam com tecnologias de proteção de identidade e as máquinas só funcionam com a sua impressão digital. Há também funcionalidades antirroubo, que bloqueiam automaticamente a máquina em caso de furto".

Ainda durante o evento, a Intel deve comentar e demonstrar algumas experiências que tornarão os Ultrabooks mais inteligentes e intuitivos. Comandos de voz, telas sensíveis ao toque e velocidades cada vez mais impressionantes devem ditar essa tendência.

 

fonte Olhar Digital

Login to post comments